CGOP - Centro Ginecológico Obstétrico Paulista

Galeria
Galeria »
Saúde da mulher
Saúde da mulher »
Artigos
Artigos »


Horários de Atendimento

De Segunda à Sexta-feira
das 8:00h as 18:30h



Endereço de nossa clínica

Rua Cubatão, 1075
Vila Mariana - São Paulo
CEP-04013-044 - SP
Agende sua consulta: 11-5549-3002/5549-3573




» Contracepção

Quando a gravidez não é desejada, um método anticoncepcional se faz necessário e então várias dúvidas aparecem. Daremos à seguir alguns esclarecimentos sobre eles. Os métodos anticoncepcionais são divididos em algumas categorias: Comportamentais, De Barreira e Hormonais.

Os Comportamentais são: aqueles tidos como menos seguros, como o coito interrompido e a tabelinha. Menos seguros porque a mulher pode ter pequenas variações hormonais em seu ciclo menstrual que podem antecipar uma ovulação e também porque os espermatozóides podem sair através do pênis do parceiro muito antes da ejaculação e sem ele perceber o fato. São métodos inseguros, que limitam também as relações sexuais a determinados períodos do mês, além de no caso do coito interrompido ela não ser completa o que pode gerar certa insatisfação para ambos os parceiros.

Os métodos de Barreira são: a camisinha masculina e a feminina, os cremes espermicidas, a laqueadura tubárea, o DIU e o diafragma. São métodos que impedem mecanicamente o encontro do espermatozóide com o óvulo não havendo a fecundação, além de no caso das camisinhas protegerem contra doenças sexualmente transmissíveis. Desde que usados corretamente tem boa eficácia.

Os métodos Hormonais são: a pílula, o injetável mensal, o trimestral, os implantes subcutâneos de longa duração e a pílula do dia seguinte. Tem boa eficácia e são de fácil utilização.

O método mais seguro de todos é a Laqueadura Tubárea, que é o definitivo, mas reservado somente à uma pequena parcela das mulheres, aquelas que não querem mais filhos e com implicações éticas e legais envolvidas. Nenhum deles é cem por cento inócuo, pois a anticoncepção vai contra a natureza do corpo humano, voltado para a reprodução. Mas muitos são segura e perfeitamente utilizáveis e cabe ao seu médico sugerir o melhor para você. Atualmente os efeitos colaterais dos métodos Hormonais são bem menores com o desenvolvimento de pílulas de baixa dosagem e que praticamente não tem nenhum efeito colateral desagradável. Os de Barreira como já dito anteriormente também previne doenças como a AIDS. Por isso existem vantagens e desvantagens para cada método, discuta com o ginecologista qual o melhor para você no atual estágio de sua vida.

» Sangramento Anormal » Dor pélvica crônica
» Exame Anual » Contracepção
» Fertilidade » Plástica de Mamas
» Endometriose » Pílulas Anticoncepcionais
» Doenças Sexualmente Transmissíveis » A luta das mulheres contra o Aumento de Peso
» O Amor ao Entardecer » Gravidez O início
» As Novas Relações Homem/Mulher

Fone / Fax - (011) 5549-3002 A Clínica| A saúde da mulher| Convênios| Parceiros| Localização
CGOP® - Centro Ginecológico Obstétrico Paulista - 2017 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Special Bits & Midiatre